Resenha: “O Último Templário”

“Quatro homens mascarados, montados a cavalo e vestidos de templários invadem a exposição ‘Tesouros do Vaticano’, no museu Metropolitan, em Nova York, e desaparecem com objetos de valor inestimável, lançando a arqueóloga Tess Chaykin e o agente do FBI Sean Reilly numa aventura que pode alterar o destino da humanidade. Ao encontrarem um manuscrito do século XIII, redigido pelo último sobrevivente da Ordem dos Templários, os dois iniciam a busca de um segredo que, se revelado, abalará os pilares fundamentais do cristianismo.”

A sensação que tive, desde a primeira página foi de estar lendo um livro do Dan Brown. A disposição dos capítulos na página, bem como a alternância do foco narrativo entre as personagens que compõem a trama, além da temática polêmica envolvendo fatos históricos ao redor da maior religião do mundo. Tudo isso fez com que eu achasse o livro uma imitação criativa do autor de O Código Da Vinci. Se você gosta de livros deste tipo como eu, provavelmente gostará deste também. A história é interessante e traz reflexões religiosas: até que ponto podemos ter certeza de que o que temos por crença verdadeira não é, na verdade, uma manipulação?  A maneira com que Raymond Khoury vai contando a história dos Templários por meio de flashbacks, além da revelação gradativa dos fatos contribui para despertar a curiosidade do leitor; embora eu deva dizer que nem se compara à maestria com que Dan Brown faz isso. Considerando que foi o primeiro romance de Khoury, é um ótimo livro e eu recomendo se você está afim de passar o tempo. O final é bem previsível, mas acho que é o melhor que o livro poderia ter.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Resenha: “O Último Templário”

  1. O meu amor gosta muito de livros desse tipo! Então, eu vou indicar esse livro a ele! *-* Eu sou católica, mas infelizmente muitas pessoas usam a religião para se prevalecerem, o que é muito chato. Mas o importante é a fé que temos.
    O livro parece ser super interessante *-*
    Tem post novo no meu blog. Bjos e bom domingo!

  2. Sabe que não sou preconceituosa com livros que seguem a mesma linha, por exemplo vampiros, anjos, chick lit, eu sempre leio e fiquei curiosa para ler esse tbm =)
    Um ótimo início de semana
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando

  3. nossa, marilene esse filme passava milhares de vezes na sessão da tarde, e eu amava toda vez que passava ahuauha

    uau! que livro doido! eu amo Dan Brow, e quando vi o nome, achei que era dele, mas achei sensacional esse livro, adoro quando as histórias são assim, me empolga 😀
    irei comprar com certeza!

    adorei a resenha, beijos :*
    se caso foi o último, descarte esse 😀

  4. Deve ser bem interessante mesmo! Confesso que levei uma década pra ler O Código Da Vinci porque achei que a história dava voltas demais e às vezes me perdia. Mas como sempre gostei da história dos templários fiquei bem interessada.

    Beijo, beijo :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s